PETECA | ÍCARO LIRA

Você gosta de jogar peteca? Então vamos fazer uma para brincar juntos?! Assista o vídeo e divirta-se!

LISTA DE MATERIAIS: tesoura, 2 bexigas, 3 sacolas plásticas




Mbotapu-popo, 2019


O artista cearense viajou pelo seu Estado natal com uma maleta de papelão, tipicamente vendida em rodoviárias brasileiras, e foi coletando brinquedos populares, utilizados pelas crianças daquela região, como: piões, apitos, matracas, bolinhas de gude, entre outros objetos.


O título do trabalho "Mbotapu-popo" vem do Guarani e significa algo semelhante à “caixa de brincar”.


*


Ícaro Lira (Fortaleza, Brasil, 1986 | Vive e trabalha em Fortaleza, Brasil)

Artista Visual, editor e investigador, com pesquisa desenvolvida no âmbito do Documentário Experimental. Estudou Cinema e Vídeo na Casa Amarela-UFC, Fortaleza (CE), Montagem e Edição de Som, pelo Instituto de Cinema Darcy Ribeiro (RJ) e na Escola de Artes Visuais do Parque Lage (RJ) participou dos Programas Fundamentação e Aprofundamento. Nos últimos anos vem analisando as implicações e os desdobramentos de atos políticos e históricos da História Brasileira através de um trabalho documental, arquivista, arqueológico e de ficção. Em 2013 recebeu o prêmio Honra ao Mérito Arte e Patrimônio do IPHAN, em 2014 participou da 3a Bienal da Bahia com o trabalho Desterro, Expedição Etnográfica de Ficção e em 2017 participou do Rumos Itaú Cultural com o projeto Expedição catástrofe: por uma arqueologia da ignorância. Realizou exposições individuais no Paço das Artes (SP), Oficina Cultural Oswald de Andrade (SP), Central Galeria (SP), Galeria IBEU (RJ), Centro Cultural Banco do Nordeste (Fortaleza-CE) e SESC (Crato-CE).






3 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo