PRAGA: INFORMAÇÕES PRÁTICAS

Atualizado: 13 de Fev de 2019

ONDE FICAR

Se tiver pouco tempo na cidade, procure ficar próximo do centro histórico, em Praga 1 ou 2. Os bairros Stare mesto, Nove mesto, Vinohrady, Letna, Dejvice, Andel, Karlin e Zizkov são legais e bem confiáveis.

O Airbnb é sempre uma boa opção. Os preços de hospedagem são baixos se comparados a outras capitais na Europa. Eu aluguei um apartamento próximo à Praça da Paz (Namesti Miru), em cima do restaurante vegetariano Radost. De quinta à sábado o lugar se transformava em uma balada de música eletrônica à noite, uma das mais conhecidas de Praga, diga-se de passagem. E por incrível que pareça o som não chegou a incomodar. Dormimos bem no apartamento de dois quartos, super espaçosos, por menos de 400 reais/diária.


Para quem quer gastar ainda menos, a cidade é repleta de albergues, alguns até bem luxuosos. Que tal conferir estes?



Na foto acima, à esquerda MEETME23 e à direita MOSAIC HOUSE.

TRANSPORTE

De forma geral é muito fácil de se locomover em Praga. A malha de metrô e de bonde dá fácil acesso a praticamente todos os pontos turísticos (confira AQUI). Os valores são por tempo de permanência, no início de 2019 foram de: $ 24 korunas – 30 minutos | $ 32 korunas – 90 minutos | $ 110 korunas – 24 horas | $ 310 korunas – 72 horas. Você pode utilizar o mesmo bilhete no ônibus, metrô e bonde.


O bilhete deve ser comprado antes de entrar no veículo, por isso uma boa dica é tentar manter sempre um pronto para ser usado na carteira, pois dependendo do local em que você estiver pode ser difícil de encontrar lugar para comprar. Compra-se com moedas em algumas das máquinas amarelas que são espalhadas pela cidade próximas às paradas. Algumas lojas de conveniência também vendem, mas é preciso perguntar no caixa.


Não esqueça, toda vez que entrar no bonde/metrô é necessário validar o bilhete (é só inserir na máquina de dentro, ela carimba o horário, que começa a contar a partir de então). E não jogue seu bilhete fora, pois o fiscal pode entrar e pedir para ver. Se estiver sem bilhete ou com bilhete sem carimbo pode levar uma multa — no geral bem alta (até 950 korunas) —, melhor não arriscar!


Há ainda uma outra maneira de conseguir o bilhete por telefone, mas eu tentei fazer isso mais de uma vez sem sucesso. A pessoa que estava me ajudando disse que talvez só seja possível comprar dessa forma com um telefone tcheco. Se você quiser fazer um teste com o seu, envie a mensagem “DPT” seguida do valor do bilhete que deseja para o número 9020626. Ou seja, se você quer uma passagem válida por 90 minutos, que custa 32 korunas, envie DRT32. Você deve receber uma resposta do mesmo número com um código de barras que deve ser validado na máquina ao entrar.


Outra forma fácil de se locomover é utilizando os aplicativos de mobilidade, como o Uber, o Taxify ou o Liftago, que funcionam super bem em toda a cidade. Inclusive do aeroporto para o centro e vice-versa. Como chegamos de madrugada, resolvemos pedir o táxi usando o primeiro. Após confirmar o endereço, automaticamente apareceu uma mensagem dizendo o local no aeroporto onde deveríamos esperar pelo carro. Foi muito fácil e prático. Custou cerca de 370 korunas o trajeto do aeroporto até o local de destino, que ficava próximo do Museu Nacional, no centro da cidade.


DINHEIRO

Apesar de fazer parte da União Europeia, a República Tcheca ainda usa a koruna como moeda principal. Em algumas lojas é possível pagar em euros, porém no geral você vai precisar de korunas tchecas durante a sua viagem. O lado bom é que na maior parte das casas de câmbio o valor de venda e de compra não é tão diferente assim. Então se você acabar com umas korunas a mais, não vai ter um belo prejuízo para reverter de volta para euro ou dólar. Só não deixe para fazer isso no aeroporto. Tudo lá vai ser um pouco mais caro...


LÍNGUA

Dizem que o tcheco é uma das línguas mais difíceis do mundo, pois as palavras declinam em até 7 formas. Isso significa que para cada palavra, dependendo de como ela aparece na frase, pode ser escrita e pronunciada de 7 jeitos diferentes! Vai ser difícil aprender muita coisa numa viagem de turismo, mas algumas palavrinhas são sempre boas de serem gravadas, e podem revelar alguns sorrisos :-)

Ahoj [arroi] = oi

Dobry den [dô bri den] = bom dia

Prosím [prossím] = por favor

Dekuji [d’ie kuí] = obrigado

Kolik stojí? = quanto custa?

Pivô [pívô] = cerveja

Na zdraví! [nazdraví] = saúde!

Na shledanou [naskledanou] = até logo

*pode ser usado também na versão curta, menos formalmente, “na shle” [“naskle”]



Quer saber mais sobre onde comer, beber e dançar? CLIQUE AQUI

Para saber mais sobre pontos turísticos e o que visitar: AQUI

18 visualizações

Todos os direitos reservados

 © 2018 opequenocolecionador

São Paulo, Brasil