TAUMATRÓPIO | ALBANO AFONSO

Atualizado: Fev 3

Vamos fazer um taumatrópio? Quer saber o que é isso?! Assista o vídeo e vem brincar com a gente!




O Pássaro e a Lua, 2020

Por meio deste trabalho, o artista busca desenvolver reflexões sobre luz, sombra e movimento, tendo como referência o teatro de sombras e o princípio das experiências fotográficas e do cinema. Albano Afonso utiliza como inspiração para as formas recortadas em fórmica coloridas as brincadeiras de projetar sombras de animais com as mãos, neste caso a figura de um pássaro e o círculo que giram num eixo em um movimento/ciclo infinito. As sombras surgem quando o observador aponta a lanterna ou outra fonte de luz sobre a peça.


*


Albano Afonso (São Paulo, Brasil, 1964 | Vive e trabalha em São Paulo, Brasil)

Cria instalações e fotografias, nas quais mistura impressões fotográficas, esculturas com imagens projetadas no espaço. Por meio da luz e do movimento, um jogo de percepções desvelam imagens que exploram o espaço construído como parte ilusória da realidade. Entendendo a luz como elemento pictórico, configura diferentes perfis plásticos revisitando as referências clássicas desde outros pontos de vista, propondo arquiteturas renovadas para uma mesma paisagem de luzes e sombra.

Suas exposições mais recentes são: Vivir en um Mundo Abstracto, DARDO Instituto do Deseño e das Artes Contemporáneas, Santiago de Compostela, Espanha, 2019; Viver num Mundo Abstrato, Galeria Casa Triângulo, São Paulo, 2018; Vivir en un Mundo Abstracto, Galeria Fernando Pradilla, Madrid, Espanha, 2018; Luz Encarnada em Corpo / Corpo Evanescido em Luz, Casa do Bandeirante, São Paulo, 2018; In a State of Suspension, Aomori Contemporary Art Center, Aomori, Japão, 2017; Zerbini, Barrão, Albano, Santander Cultural, Porto Alegre, 2017.

Suas obras fazem parte de importantes coleções, como: CAB, Art Center, Bruxelas, Bélgica; Coleção BES, Lisboa, Portugal; Drake Collection, Holanda; Fundação ARCO, Espanha; Fundación Pedro Barrié de la Maza, Vigo, Espanha; Inhotim, Brumadinho; MAM Recife, MAM-SP; Museu de Arte Contemporânea Dragâo do Mar, Fortaleza; MAC-SP, entre outros.


*






26 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo