O QUE SÃO ALEBRIJES?

Atualizado: 27 de Out de 2018

Com a maior certeza um dos pontos mais altos nessa viagem ao México foi conhecer a diversidade de alebrijes, essas figuras fantásticas multicores feitas por artesãos em todo o país.



Os mexicanos dizem que somente criaturas de outro mundo são capazes de espantar pesadelos. Segundo a lenda, os alebrijes surgiram de um sonho maluco que o artesão Pedro Linares López (1906-1992) teve quando estava muito doente. Ele teve fortes alucinações, onde se viu em um bosque com seres surreais, essas criaturas que são meio animais, meio humanas, que brilhavam e diziam cada vez mais alto “alebrijes, alebrijes, alebrijes!” A palavra “alebrije” em espanhol não tem em si verdadeiro significado, mas, por causa do sonho, foi como o artesão decidiu nomear as esculturas que veio a criar depois.


Antes dos alebrijes, a família de Pedro Linares já produzia diversos tipos de artesanatos, como as piñatas utilizadas nos aniversários de crianças, entre outros. Hoje vemos que a tradição dos alebrijes se mantém viva em muitas famílias de artesãos. Nós tivemos o exemplo vivo em San Martín Tilcajete: enquanto o vô trabalhava a madeira, o filho tratava e o neto pintava!


Os alebrijes podem ser feitos de papel machê ou madeira. Em Oaxaca é comum utilizarem madeira da árvore de copal (Protium copal), considerada sagrada entre os Zapotecas. Depois de esculpida, é mergulhada em gasolina para afastar os cupins. Alguns artesãos, depois disso, utilizam uma tinta natural feita com a casca do copal que protege ainda mais a madeira. Para finalizar cada peça única e exclusiva, pintam parte por parte à mão. Tem que ter muita imaginação!


O trabalho pode levar dias e até meses, dependendo do tamanho da peça. No museu de arte popular é possível encontrar alebrijes gigantes de até 4 metros de altura, como estes da foto, e uma vez por ano é organizado um desfile noturno, onde as criaturas saem em fila pela cidade, do Zócalo até a Praça da Independência. Só no ano de 2012, mais de 6 mil artesãos ajudaram a criar as esculturas que participaram do evento, que possui cerca de 7 milhões de espectadores.


Se você tiver a chance de ver ao vivo, o Museu de Arte Popular fica na Cidade do México na rua Revillagigedo 11, Colonia, Centro, e funciona de terça a domingo das 10h às 18h. Na quarta-feira fecha mais tarde, às 21h. Custa 60 pesos mexicanos, o que dá um pouco mais de 12 reais. Não pagam entrada: menores de 18 ou maiores de 69 anos, estudantes, professores e artesãos.


Se por acaso os planos de ir ao México ainda estiverem longe, fica aqui uma dica: na animação da Pixar “Coco”, ou como foi traduzido no Brasil: “Viva — A Vida é uma Festa”, de 2017, é possível encontrar muitos alebrijes e se divertir com a história de um menino de 12 anos, chamado Miguel Rivera, que acidentalmente é transportado para o mundo dos mortos, onde procura pela ajuda de seu tataravô músico para que ele o leve de volta para a sua família no mundo dos vivos. O filme ganhou o Oscar de Melhor Filme de Animação e Melhor Canção Original. Vale a pena!!!


Referências:

Great Big Story, “Alebrijes, Mexico’s Beautiful Monsters”, 12.9.2018 https://thekidshouldseethis.com/post/alebrijes-mexicos-beautiful-monsters

VideoArtJourney, “Oaxaca Alebrijes San Martín Tilcajete”, 20.4.2014 https://www.youtube.com/watch?v=QQsfgU7YQnU

Mexico City Alebrije Parade

https://en.wikipedia.org/wiki/Mexico_City_Alebrije_Parade


#México #Oaxaca #viagem #voltaaomundo #brinquedos #artesanato #alebrije #alebrijes

4,139 visualizações

Todos os direitos reservados

 © 2018 opequenocolecionador

São Paulo, Brasil